por Dhion C. Hedlund

IV Semana Acadêmica da Arquivologia - FURG - 03 a 06 de novembro

setembro 04, 2015 Postado por Dhion C. Hedlund Sem comentários


É com grande satisfação que divulgamos a realização da IV Semana Acadêmica da Arquivologia - FURG.

Com o tema "o arquivista empreendedor: da academia ao mercado de trabalho", o evento visa trazer discussões acerca da formação do arquivista frente às exigências que se apresentam no exercício da profissão, dando-se ênfase ao perfil empreendedor, de grande importância a este profissional.

Dentro de sua programação principal o evento contará com palestrantes que abordarão assuntos inerentes à temática central do evento. A programação completa será divulgada em breve.

Também dentro da mesma está prevista uma noite dedicada a apresentações de trabalhos acadêmicos nas modalidades de comunicação oral e pôsteres, de acordo com as normas descritas no menu "Submissão de Trabalhos".

Paralelo ao evento, serão ofertadas oficinas, as quais devem ter suas propostas submetidas conforme disposto no menu "Inscrição de Oficinas".

As inscrições para a IV Semana Acadêmica da Arquivologia iniciam-se dia 01 de setembro e serão totalmente gratuitas.

Contamos com a participação de toda a comunidade acadêmica da Arquivologia da FURG e convidamos também os alunos e professores de outras instituições para que venham prestigiar nosso evento.

Acesse o blog e obtenha mais informações: http://ivsemanaarquivofurg.blogspot.com.br/

Componente Joomla! para descrição arquivística - ISAD(G), ISAAR(CPF), ISDAH e ISDF



Este componente foi lançado recentemente, em 19 de novembro de 2014, atualmente operando na versão 1.1, sob a licença General Public Licence (GPL) versão 2.

Para a função de organização de documentos, existem diversos componentes pagos e gratuitos, tanto para Joomla quanto para Wordpress.

Um destaque se dá, por exemplo, ao componente para Joomla intitulado “Mantaj!".

Segundo a desenvolvedora Elena Cenacchi, o Mantaj! é um componente que permite ao usuário construir um arquivo histórico digital utilizando o CMS Joomla. As informações da descrição arquivística podem ser inseridas através do painel gerenciador, seguindo o padrão do Conselho Internacional de Arquivos (CIA), através das normas ISAD(G), ISAAR(CPF), ISDIAH e ISDF.

Além dos campos que correspondem às normas citadas, há também vários campos adicionais que se encaixam na maioria das necessidades de descrições, sendo que eventualmente Mantaj! pode ser usado também na manipulação de arquivos correntes. Além das informações textuais, o componente permite também que seja incorporada uma imagem digital para cada unidade de descrição.

Inclui
o plugin Sigplus que lida com a imagem em miniatura da unidade descrita (item / série / fundo) dentro de uma caixa de pop-up agradável js;
o módulo Sigplus para imagens de publicação;
o módulo de exibição de árvore Mantatree para construir menus hierárquicos que refletem a estrutura de arquivo.

Mantaj! está equipado com tradução para inglês e italiano, e cada campo contém uma dica de ferramenta em ambas as línguas.

Download do componente: http://extensions.joomla.org/extensions/extension/vertical-markets/thematic-directory/mantaj
Grupo de discussão: http://sourceforge.net/p/mantaj/discussion/
Documentação: http://sourceforge.net/p/mantaj/wiki/Home/
Demonstração: http://www.cenacchi.altervista.org/manta/index.php/en/

--
/Dhion C. Hedlund



CMS Drupal para Arquivos e Bibliotecas

março 02, 2015 Postado por Dhion C. Hedlund , Sem comentários

Tramullas, J. “Drupal para bibliotecas y archivos.” Fund. Zaragoza Ciudad del Conocimiento, 2010.
Drupal es un potentísimo sistema de gestión de contenidos, que ofrece más que probadas capacidades para la creación, desarrollo y mantenimiento de servicios y productos de infonnación digital. Se encuentra expandido e instalado a nivel mundial, y ofrece gran cantidad de soluciones para todo tipo de contextos y problemas. Este volumen recoge un conjunto de trabajos que demuestran la capacidad de Drupal para dar soporte a necesidades de infonnación especializadas, a través de la creación de soluciones específicas para cada caso.
Contenidos:
Drupal: fundamentos técnicos – Tomás Saorín
Drupal: módulos para bibliotecas, archivos y servicios de información y documentación – Jesús Tramullas y Piedad Garrido
Experiencia de recbib – recursos bibliotecarios con Drupal:del texto plano a la gestión de contenidos – Julián Marquina
www.liberadosdelolvido.org” Servicio de información sobre la memoria histórica en Aragón – Julián Moyano
Desarrollo de un gestor de contenidos para la administración del capital intelectual en Artium – Elena Roseras
recida.net: Portal web de la red de centros de información y documentación ambiental – Jesús Tramullas
Bibliotecnica 2.0: la nueva biblioteca digital de la UPC – Jordi Prats, Toni Prieto, Oriol Rico y Jordi Serrano-Muñoz
Tabula decimal: laboratorio virtual de aplicaciones para la gestion de contenidos digitales – Mehrad Golkhosravi, Josep-Manuel Rodríguez-Gairín y Miquel Centelles Velilla
Infonanosafe: comunicación del riesgo en el ámbito de la nanotecnología – Jorge de la Barrera Martínez, Fernando Martín Sánchez, Enrique de Andrés Galiana y Sandra Barriuso
Instalación de Drupal en Windows – Julián Moyano


ICA-AtoM e Joomla: Acervo Digital do Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria (AHSMS) on-line!

fevereiro 16, 2015 Postado por Dhion C. Hedlund , , , Sem comentários


O Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria (AHMSM)

Criado 1958, o Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria (AHMSM) mantém sob sua custódia documentos que retratam a vida dos santa-marienses, eventos e fatos marcantes do passado. Por isso se constitui em um importante lugar de memória acerca da história santa-mariense.

Primeiro Trem noturno de Santa Maria - 1914
Atualmente o acervo do Arquivo conta com mais de 100 mil exemplares de jornais, e mais de 450 caixas de documentos da Prefeitura, do período de 1868 até 1975. O espaço também abriga a coleção completa do Instituto Histórico e Geográfico de SM, que encerrou as suas atividades em 1999, e que contêm livros e revistas sobre a história do RS e educação política. Além disso, ainda fazem parte do acervo do Arquivo mapas e plantas da cidade e coleção de revistas como as extintas O Cruzeiro e Manchete, e a Veja, ainda em circulação.

Desde que foi criado, o Arquivo Público já teve vários endereços. Antes do prédio atual, no Centro Integrado de Cultura Evadro Behr (Rua Appel, 900, atrás da Biblioteca Pública), o Arquivo estava instalado na Casa de Cultura, na Praça Saldanha Marinho. A sede atual conta com sala de pesquisa, cinco salsa de acervo e mini auditório. Estas conquistas contam com o apoio da Associação dos Amigos do Arquivo Histórico de Santa Maria, criada em 2010.

O Arquivo Público Municipal é coordenado pela Secretaria de Cultura do Município. O local fica aberto ao público de segunda a sexta, das 8h às 16h, sem fechar ao meio dia. Quem desejar pode fazer contato por e-mail, no endereço arquivohistorico@santamaria.rs.gov.br.

Os projetos

Com o objetivo de facilitar o acesso ao acervo da instituição, em 2012 ocorreu o laçamento de dois Projetos para a Descrição, Digitalização e Difusão do acervo do Arquivo. O trabalho foi realizado através de uma parceria do município com o Curso de Mestrado em Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Praça Saldanha Marinho - Data desconhecida
O trabalho foi realizado pelos mestrandos Dhion C. Hedlund e Janilton Fernandes Nunes. Os primeiros conjuntos documentais trabalhados foram os processos-crime da Comarca de Santa Maria, do período de 1910 a 1946, e parte do acervo de fotografias do Arquivo Histórico.

Foram cerca de 1600 processos, além de quase 700 fotografias de praças, avenidas e eventos que retratam a história da cidade, desde 1890. A ideia é de que o trabalho tenha continuidade com a digitalização e descrição de outros conjuntos documentais, como a documentação da Prefeitura Municipal de Santa Maria, desde 1868, que está armazenada no local.

As duas pesquisas realizadas em 2012 e finalizadas em 2014, tiveram como um de seus produtos, um instrumento de pesquisa eletrônico disponível na internet. As duas pesquisas que deram origem à esta base de dados on-line são:

Pesquisa intitulada: O PATRIMÔNIO FOTOGRÁFICO DE SANTA MARIA EM AMBIENTE DIGITAL. (Dissertação de Mestrado). Autor: Dhion Carlos Hedlund. Orientador: Prof. Dr. Daniel Flores.
Pesquisa intitulada: FUNDO COMARCA DE SANTA MARIA 1910 - 1946: A DIGITALIZAÇÃO COMO AUXÍLIO AO ACESSO E A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL". (Dissertação de Mestrado). Autor: Janilton Fernandes Nunes. Orientador: Prof. Dr. André Zanki Cordenonsi.

Em primeiro momento são disponibilizados nesta ferramenta on-line, os representantes digitais e sua respectiva descrição, dos documentos pertencentes aos dois fundos documentais: Fundo: Processos Crime da Comarca de Santa Maria (1910 – 1946); e Fundo: Acervo Fotográfico de Santa Maria (1890 –2000).

Outra vertente deste processo de acessibilidade do arquivo é a elaboração do website, um canal de entrada para esta base de dados e, através do qual o AHMSM pretende divulgar o conteúdo de seu acervo e serviços.

Informações técnicas

O sistema utilizado para a elaboração deste instrumento de pesquisa on-line é o ICA-AtoM, o qual é distribuído sob a política de Software Livre e customizado no âmbito do projeto de digitalização do acervo.

O ICA-AtoM é um aplicativo de descrição arquivística integralmente voltado para web, encomendado pelo Conselho Internacional de Arquivos (CIA) e abrange normas internacionais de descrição arquivística. AtoM é um acrônimo para Access to Memory [Acesso à Memória].

Rua Venâncio Aires - 1914
Inicialmente, o software opera sob a versão 1.3. Os conteúdos das descrições arquivísticas estão no idioma pt-BR.

Dentre outras funcionalidades, é possível navegar entre as descrições arquivísticas das fotografias e seus assuntos, através de um menu do estilo "treeview" o qual representa a estrutura hierárquica dos nível de descrição. O sistema possui mecanismos de busca simples e avançada.

Também é possível visualizar em tamanhos pequenos, médios e grandes os representantes digitais dos documentos digitalizados. Além disso, é possível gerar catálogos para impressão (com miniaturas dos documentos) a partir da descrição arquivística em qualquer nível. Basta clicar no ícone “Relatórios” ao lado do título da descrição.

Veja a documentação para saber mais como utilizar o software ICA-AtoM.

O site institucional do AHMSM também foi criado no âmbito destes projetos pelos pesquisadores, onde foi utilizado o CMS Joomla. O Joomla é um dos principais construtores de sites da atualidade, distribuído sob a política de software livre assim como o ICA-AtoM, e possui muitas funcionalidades avançadas para o gerenciamento de conteúdo dos websites.

Joomla - O site localiza-se no endereço virtual


ICA-AtoM - O instrumento eletrônico de pesquisa localiza-se no endereço virtual




Agradecimentos

Um agradecimento especial se faz necessário às seguintes pessoas que colaboraram diretamente na realização desses dois projetos (em ordem alfabética):

André Zanki Cordenonsi (pela orientação de seu acadêmico na realização das atividades no âmbito de sua pesquisa);
Carlos Blaya Perez (pela configuração da câmera digital profissional utilizada no equipamento de captura digital dos documentos);
Daniel Flores (pela orientação de seu acadêmico na realização das atividades no âmbito de sua pesquisa);
Daniéli Xavier Calil: (atuou com ênfase nos processos burocráticos para aquisição do espaço virtual no servidor de hospedagens de sites da Prefeitura Municipal; na disponibilização de materiais do AHMSM necessários à realização do projeto; na revisão do design e classificação informacional do site institucional do Arquivo Histórico; na revisão das descrições arquivísticas inseridas no ICA-AtoM;)
Dhion Carlos Hedlund (atuou com ênfase na instalação, configuração e personalização do software ICA-AtoM; na estrutura técnica e programação do site institucional do Arquivo Histórico; na revisão, elaboração e inserção das informações da descrição arquivística do acervo fotográfico no ICA-AtoM, no auxílio aos colegas para a utilização do software ICA-AtoM, na higienização e digitalização das fotografias selecionadas para a pesquisa);
Iara Druzian (pelo apoio à realização dos projetos, o que facilitou a relação do Arquivo Histórico com o Centro de Processamento de Dados da Prefeitura Municipal);
Janilton Fernandes Nunes (atuou com ênfase nos processos burocráticos para aquisição do espaço virtual no servidor de hospedagens de sites da Prefeitura Municipal; na montagem e instalação do equipamento de digitalização, na revisão do design do site institucional do Arquivo Histórico; na revisão, elaboração e inserção das informações da descrição arquivística do acervo de processos crime no ICA-AtoM; na higienização e digitalização dos processos crime pertencentes ao Fundo Documental Comarca de Santa Maria);
Rosa Maria Linhati (na higienização e digitalização dos processos crime do Fundo Documental Comarca de Santa Maria).


--
/Dhion C. Hedlund

Como atribuir grupo "Administrador" a um usuário Joomla via base de dados MySql

fevereiro 08, 2015 Postado por Dhion C. Hedlund , , Sem comentários

Se você mudar a senha via MySql e não ter certeza se faz parte do Grupo de Super Administradores, com esse método abaixo é possível tanto alterar o grupo de determinado usuário quanto criar um novo usuário no Grupo Super Administradores.

Se quiser apenas colocar um usuário no grupo Super Administradores, considere apenas a segunda parte da query abaixo.

No phpMyAdmin selecione o banco de dados do site Joomla! e rode a seguinte consulta SQL:

O código a seguir usa o prefixo de tabela jos44_ como exemplo. Será necessário mudar todas as ocorrências de jos44_ no código abaixo para o prefixo usado na sua instalação.

ATENÇÃO: ANTES DO PROCEDIMENTO FAÇA UM BACKUP DA BASE DE DADOS COMO FORMA DE SEGURANÇA. TAMBÉM CERTIFIQUE-SE QUE O PREFIXO DA QUERY ABAIXO COINCIDE COM O DO SEU BANCO!

Código SQL para uso com Joomla (2.5 e 3.0):

INSERT INTO `jos44_users` (`name`, `username`, `password`, `params`) VALUES ('Administrator2', 'admin2', 'd2064d358136996bd22421584a7cb33e:trd7TvKHx6dMeoMmBVxYmg0vuXEA4199', '');
INSERT INTO `jos44_user_usergroup_map` (`user_id`,`group_id`) VALUES (LAST_INSERT_ID(),'8');


Agora, será possível acessar o administrativo Joomla! com o nome de usuário "admin2" e a senha "secret". Depois de entrar, vá ao Gerenciador de Usuários e mude a senha e adicione um e-mail válido a conta. Se por acaso seu site foi hackeado, certifique-se que todo os usuários estão corretos, especialmente aqueles do grupo Super Administrador.

Cuidado: a senha apresentada aqui é de conhecimento público para recuperação apenas. Seu site poderá ser hackeado se não mudá-las depois que acessar. Tenha certeza de fazer essa mudança.


Políticas de segurança interna evitam prejuízos com vazamento de dados


Escrito por Susana Batimarchi

"Um estudo recente encomendado pela Microsoft à consultoria IDC sobre gastos associados ao cibercrime revela que companhias em todo o mundo vão gastar US$ 491 bilhões neste ano para evitar ou corrigir riscos de segurança em tecnologia da informação. Ainda segundo a pesquisa, desse total, US$ 363,6 bilhões serão investidos para resolver falhas de segurança e recuperar perdas de dados.

Segundo o advogado especialista em propriedade intelectual e sócio do escritório ZCBS Advogados, Benny Spiewak, muitas vezes, os crimes virtuais contra empresas privadas e instituições públicas são cometidos por ex-funcionários ou colaboradores terceirizados. “Em geral, as empresas se preocupam muito pouco com os padrões de acesso e de utilização de dados corporativos e também ignoram a importância de políticas internas de segurança da informação. Desatenção que poderá, rapidamente, se tornar negligência”, afirma.

O custo para a implantação de sistemas de prevenção é barato comparado ao prejuízo que se pode ter com o vazamento de informações sigilosas. Uma prática comum é o da concorrência desleal, que ocorre quando uma pessoa usa de práticas ilícitas para prejudicar os negócios dos concorrentes. No Brasil, o custo das empresas para diminuir os estragos causados pelo roubo de dados neste ano está estimado em US$ 5,6 bilhões.

Na opinião de Benny Spiewak, casos de concorrência desleal envolvendo antigos colaboradores (ou até atuais, em algumas situações) são extremamente complexos. “Indícios e alegações de fraude são pouco sustentáveis perante o Judiciário brasileiro, que tende a buscar provas e demonstrações reais e muitas vezes irrefutáveis das práticas ilegais”, alerta. Para dificultar as práticas desleais e, se necessário, facilitar o acesso à reparação judicial de danos, o especialista em propriedade intelectual orienta um conjunto de medidas:

• Reconheça os componentes informacionais de sua companhia que são mais valiosos e sensíveis;

• Mantenha ativa e regularmente atualizada políticas para o acesso, utilização e disponibilização destes dados e informações, incluindo regras para aqueles que precisam acessá-los, bem como estabeleça diretrizes para armazenamento, impressão e encaminhamento de documentos digitalmente;

• Imprima o sentimento, por toda a empresa, de que aqueles dados são essenciais à companhia e que seu uso poderá ocorrer, exclusivamente, no âmbito das funções corporativas;

• Estabeleça regras ou contratos de relacionamentos que esclareçam, desde o início, que os colaboradores são remunerados para produzir conteúdos que deverão ser incorporados à propriedade da companhia, assim como um arquiteto que é contratado para executar um projeto de uma casa não o leva embora depois que esta foi concluída;

• Os contratos de relacionamento com seus colaboradores, desde o documento de admissão até o de término de relação, deverão conter disposições claras e completas versando sobre confidencialidade, não concorrência e propriedade intelectual;

• Dê o exemplo, cumprindo com as regras e exija seu o cumprimento e, se necessário, treinando o seu pessoal e colegas sobre os procedimentos existente."

Fonte: Revista Information Management (http://docmanagement.com.br/02/06/2015/setor-de-gerenciamento-de-documentos-cresce-mais-que-a-economia/)

Setor de gerenciamento de documentos cresce mais que a economia


Escrito por Susana Batimarchi

"As empresas do setor de gerenciamento de documentos têm bons motivos para comemorar. Distantes do baixo crescimento que afeta outros setores da economia, as empresas dessa área vêm registrando crescimentos entre 15% a 25% nos últimos anos, na avaliação de Vicente Troiano, gerente de Marketing da Recall no Brasil.

Para o executivo, o número de empresas que buscam a gestão profissional de documentos vem aumentando no país, seguindo tendência internacional no setor. “Antes, a gestão de documentos era apenas a guarda de papéis que não se usava mais. Era o conhecido arquivo morto. Hoje, a gestão documental mudou muito; ela atende desde os documentos físicos, digitais até terceirização de processos de negócios, seguindo rígidos padrões internacionais”, explica o gerente de marketing.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Documentos (ABGD), os arquivos tipicamente ativos crescem 25% ao ano. A instituição avalia ainda que, no mínimo, 2/3 das informações guardadas pelas empresas em suas dependências podem ser removidas de onde estão, ou mesmo destruídas, por serem obsoletas. Esses documentos também podem ser transferidos para outras dependências ou estabelecimentos que gerem menores custos e despesas.

Leonardo Kimio Ogihara, especialista de infraestrutura da EDP (Energias de Portugal), explica que a companhia contratou os serviços da Recall para armazenar os documentos das treze empresas do grupo em um lugar seguro e confiável. A empresa visava também liberar um espaço ocupado na antiga sede da corporação em São Paulo, que representava um alto custo por metro quadrado. “Além disso, havia a necessidade de digitalizar toda a documentação como medida de segurança e de inovação em serviços, permitindo a consulta rápida de documentos via web, resultando numa melhor relação custo x benefício”, afirma.

O especialista afirmou ainda que a gestão documental, antes da contratação da Recall, era feita manualmente, com altos custos e muito tempo dispensado para esta atividade. “Depois da contratação das soluções de outsourcingexecutados pela Recall, iniciamos a utilização de um sistema, via web, que nos trouxe agilidade e facilidade na localização da documentação, com otimização de tempo e dinheiro” afirma."

Fonte: Revista Information Management (http://docmanagement.com.br/02/06/2015/setor-de-gerenciamento-de-documentos-cresce-mais-que-a-economia/)


O objetivo deste blog é meramente informativo. Tecnologia do Blogger.